Dois cientistas do Instituto Gulbenkian de Ciência apresentaram, recentemente, em Inglaterra, uma técnica inovadora de detecção de spam inspirada no funcionamento do sistema imunitário dos seres vivos.



Para que os computadores consigam diferenciar entre emails legítimos e mensagens fraudulentas, os investigadores Luís Rocha e Alaa Abi-Haidar basearam-se no modelo de regulação cruzada do sistema imunitário, que descreve as interacções entre três tipos de células durante o processo de distinção entre antigénios inofensivos e antigénios que provocam danos ao organismo.




Os cientistas querem que o spam seja detectado de forma semelhante, ou seja, que a memória do computador reaja a palavras e características dos emails, percebendo se as mensagens são legítimas ou não.




O projecto foi apresentado na Universidade de Southampton, no âmbito da conferência Artificial Life XI.




Notícias Relacionadas:


2008-06-17 - Spam em circulação duplicou nos últimos 4 anos


2007-09-07 - Perto de 90% dos emails empresariais recebidos em Agosto eram spam

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.