Os centros comerciais (70%) são a primeira escolha dos portugueses para fazerem as compras natalícias deste ano, de acordo com o estudo Observador Cetelem Natal 2018. Em segundo são apontados os super/hipermercados (45%), seguidos das lojas de comércio tradicional (26%). Apenas 3% dos inquiridos referem a intenção de usar a internet com o mesmo propósito.

Os dados da Cetelem revelam ainda que os Super/Hipermercados (45%) registam uma variação positiva de sete pontos percentuais face a 2017 e são a escolha dos inquiridos nas faixas etárias entre os 25 e os 44 anos, residentes no Grande Porto (53%).

O comércio tradicional sofre a maior quebra: menos 22% dos portugueses confirmam estes estabelecimentos como locais para fazerem as compras de Natal, quando no ano passado o valor era de 48%. Ainda assim, e à semelhança do que aconteceu em 2017, os residentes do Grande Porto continuam a ser os mais apreciadores destes locais (30%).

Paralelamente, as feiras/mercados e outras pequenas lojas mantém um número semelhante ao ano anterior, este ano com 9% das intenções.

Apenas 3% dos inquiridos tencionam fazer compras online, sendo que as compras de produtos culturais se destacam. Apesar desta aparente ainda fraca adesão ao espaço comercial virtual, este ano os consumidores pretendem gastar cerca de 200€, quando em 2017 os gastos rondavam os 85€.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.