Depois de realizadas buscas domiciliárias, a polícia deteve um homem de 31 anos e constituiu outros dois como arguidos, apreendeu vários cartões falsificados e material informático. Os homens são suspeitos de diversos crimes de contrafação de cartões de créditos, burla informática e falsidade informática.



Em comunicado, a Judiciária explica que os alegados burlões falsificavam os cartões, de crédito e débito, e usavam-nos para levantar dinheiro em caixas multibanco, mas também para fazer compras em estabelecimentos comerciais, onde se incluíam uma clínica gerida por membros do grupo.



No mesmo documento explica-se que a investigação prossegue e admite-se que "o montante global desta fraude seja bastante superior". A operação está a ser conduzida pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.