O mais recente relatório de transparência da Google mostra que o Governo português voltou a pedir dados de utilizadores à gigante da Internet no primeiro semestre de 2011.

De acordo com a informação disponibilizada online, a Google recebeu por parte de Portugal 161 pedidos, respeitantes a 323 pessoas. A taxa de resposta por parte da empresa norte-americana foi de 50%.

Os Estados Unidos continuam a liderar o relatório semestral no que diz respeito a este índice, tendo feito 5.950 pedidos entre janeiro e junho de 2011 - número que supera o total dos 25 países seguintes da lista juntos -, envolvendo mais de 11.000 cidadãos.

O segundo lugar da tabela é ocupado pela Índia, com 1.739 solicitações, cumpridas em 70% por parte da Google. A França aparece em terceiro, com 1.300 pedidos de dados, 48% dos quais respondidos.

Em termos de pedidos de remoção de conteúdos, a Google recebeu menos de 10 pedidos por parte dos tribunais e entidades governamentais portuguesas. A natureza dos mesmos não é especificada, referindo-se apenas que foi dada resposta a 83% das solicitações.

Aqui a lista é liderada pelo Brasil, com 224 pedidos, seguido da Alemanha, com 125, e dos Estados Unidos com 92.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.