Segundo dados da Gartner, durante 2020 serão duplicadas as receitas relativas aos investimentos nas redes de 5G, projetando-se uma representação de 21,3% do total da infraestrutura wireless, num valor de 8,1 mil milhões de dólares. Em 2019, a infraestrutura da rede 5G contribuía com apenas 10,4% do total das receitas geradas pela rede wireless.

Já a infraestrutura global de wireless estima-se cair 4,4%, para um valor total de 38,1 mil milhões de dólares durante 2020. Segundo Kosei Takiishi, investigador da Gartner, “o investimento na infraestrutura wireless continua a ganhar impulso, já que um número crescente de provedores de serviços de comunicações estão a priorizar os projetos 5G, ao reutilizar as atuais redes, incluindo o espectro de frequências, estações, núcleos de rede e transporte, para além da transição do LTE/4G para o modo de manutenção”.

A especialista refere ainda que são os chamados “early adopters”, os primeiros a mergulhar em novas tecnologias, que estão a puxar pela competição dos fornecedores de 5G. Também os governos e reguladores acreditam que a nova geração mobile seja catalisadora do crescimento económico em muitas indústrias.

tek 5G

A Gartner prevê que o crescimento seja mais acentuado na China, incluindo Taiwan e Hong Kong, a região asiática do Pacífico, América do Norte e Japão consigam alcançar uma cobertura de 95% das suas populações nacionais em 2023.

A COVID-19 desacelerou o crescimento do 5G em praticamente todo o mundo, exceto nas regiões da China. Ainda assim, com a retoma da economia, rapidamente se está a priorizar os investimentos no 5G. Até agora, as regiões da China contribuíram para um total de 49,4% do investimento feito na quinta geração móvel. Para isso contribuiu o apoio do Estado e a redução de barreiras regulatórias que permitiram às principais empresas desenvolver rapidamente as suas redes.

Ainda assim, outras nações não estão muito atrás, esperando-se um crescimento mais acentuado em 2021. E as empresas que investiram nas redes vão procurar capitalizar, aproveitando a mudança de comportamentos da população baseado nas novas redes de comunicações. Já em 2022 prevê que o 5G ultrapasse o LTE/4G.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.