Um tribunal de Moscovo multou na quinta-feira a Twitter, em três milhões de rublos (38.852 euros), por manter acessíveis conteúdos proibidos, como uma suástica para equiparar russos com fascistas e instruções para fabricar cocktails Molotov.

O tribunal considerou a Twitter culpada de violação do Código Administrativo e multou-a depois de receber um relatório do regulador russo das comunicações, Roskomnadzor, segundo a agência noticiosa oficial TASS.

O porta-voz da Twitter, Oleg Volodin, exigiu que se anulasse o caso, ao afirmar que o próprio Roskomnadzor tinha bloqueado a rede social, pelo que os seus conteúdos não estão disponíveis na Federação Russa, ainda segundo a TASS.

Também esta semana, a Meta foi condenada por um tribunal russo ao pagamento de uma multa equivalente a perto de 53.500 dólares e o TikTok a uma coima que equivale a 26.755 dólares. Depois de proibir o Facebook e o Instagram, acusando as redes sociais de desenvolverem “atividades extremistas”, a Rússia multou a Meta e o TikTok por alegadamente disseminar aquilo que considera ser “propaganda LGBT”.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.