As semelhanças entre o mundo virtual e o real estão a ganhar proporções cada vez mais elevadas no Second Life (SL). Aos poucos vão-se encontrando alguns dos problemas que afectam a sociedade actual, como os conflitos políticos, o terrorismo, o jogo ilegal e agora a pedofilia.



De acordo com a imprensa internacional, a policia alemã está a investigar a plataforma virtual depois de um jornal ter denunciado que era possível ver cenas de sexo virtual com crianças no Second Life.



As notícias publicadas avançam ainda que já foram registados casos de propostas para a troca de imagens reais de pornografia infantil e que um membro da comunidade virtual já foi aliciado a participar em reuniões virtuais onde são exibidas cenas de sexo com crianças.



Apesar do Second Life impôr limitações quanto ao registo de utilizadores, nomeadamente no que diz respeito à idade mínima de acesso, os adultos podem criar personagens infantis, uma possibilidade que tem gerado diversas críticas e para a qual não existe nenhuma restrição.



Notícias Relacionadas:

2007-05-07 - Europeus ganham maior espaço no Second Life

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.