O presidente da Geely Holdings, proprietária da marca de automóveis Volvo, Li Shufu, afirmou acreditar que o presidente da Tencent, Ma Huateng, "observa todos os nossos WeChats todos os dias", avança a Reuters.

O serviço de mensagens instantâneas tem uma base de utilizadores ativos mensalmente de mais de 900 milhões e já veio desmentir, em comunicado, a acusação, que classificou como sendo “um mal entendido”.

"O WeChat não armazena o histórico das conversas dos utilizadores, uma vez que estes ficam guardados apenas nos telemóveis, computadores e outros dispositivos dos mesmos”.

China: 10 dias de prisão para quem não instalar app de vigilância estatal
China: 10 dias de prisão para quem não instalar app de vigilância estatal
Ver artigo

Apesar de, no mesmo comunicado, a rede social admitir que não tem “o direito nem motivos para ver os vossos WeChat”, a realidade é que, a segurança e privacidade destes dados não estão, no entanto, asseguradas.

O executivo chinês, que é atualmente liderado por Xi Jinping, tem tido pulso de ferro no controlo da internet, e para além de já ter proibido a utilização de VPNs no país, em setembro, confirmou que poderia ser obrigado a entregar metadados a responsáveis da administração central chinesa.

De acordo com a mais recente atualização feita à sua declaração de privacidade, a tecnológica escreveu, na altura,  "que pode ser solicitada para reter, preservar ou divulgar as suas informações pessoais durante um longo período de tempo".

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.