O YouTube está prestes a lançar um novo serviço de aluguer de filmes dos estúdios de Hollywood em streaming, devendo a disponibilização acontecer "esta semana ou na próxima", segundo a imprensa internacional.

A notícia foi avançada ontem pelo The Wrap, um site de notícias de Hollywood que alega ter recebido o exclusivo da informação, acrescentando que a comunicação oficial por parte do serviço de vídeos da Google deve acontecer em breve.

Entre os parceiros de negócio, que irão fornecer produções para aluguer, encontram-se nomes como a Sony Pictures Entertainment, Warner Brothers ou Universal, bem como vários estúdios independentes, entre os quais a Lionsgate e Kino Lorber.

Alegadamente, o YouTube estará a trabalhar para assegurar a participação dos estúdios no projecto antes de tornar pública a iniciativa, explicou ao site um dos empresários da indústria envolvido no negócio.

Paramount, Fox e Disney estarão na lista daqueles que não ficaram convencidas, acrescenta a notícia - que não avança detalhes a respeito do preço a cobrar pelos novos vídeos on demand.

Recorde-se que a empresa já oferecia algumas longas-metragens a título gratuito e também um serviço de aluguer de filmes a pedido (vídeo on demand) de estúdios independentes (a 2,99 dólares cada), mas as últimas movimentações destinar-se-ão ao lançamento de uma variante Premium deste último, com produções dos "grandes" de Hollywood.

Contactado pela imprensa especializada, um porta-voz do YouTube recusou-se a fazer comentários sobre o rumor, afirmando apenas que a empresa tem acrescentado cada vez mais títulos ao seu portefólio de filmes disponíveis.

O aluguer de filmes, lançado a título experimental nos EUA em Janeiro de 2010, numa parceria com o festival de cinema independente de Sundance. Na altura, o serviço prometeu mais conteúdos on demand para um futuro próximo, mas não nomeou possíveis parceiros.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.