Um protocolo une a partir de hoje universidades, politécnicos, municípios, ministério da educação e ciência e o governo. As entidades comprometem-se a, durante os próximos cinco anos, agir de forma coordenada, no sentido de fomentar a criação de riqueza através do empreendedorismo local.



Fixadas estão várias metas, que vão colocar no terreno a visão global. Um dos aspetos apontados numa nota de imprensa é a criação de condições para que o empreendedorismo passe a integrar os programas escolares.



A dinamização de apoios estruturais ao empreendedorismo jovem; o estímulo ao desenvolvimento económico de base local e à inovação aplicada aos produtos endógenos do território são outros objetivos, detalhados na nota à imprensa que comunica a assinatura do protocolo.



As entidades envolvidas na assinatura deste protocolo, explicado como uma iniciativa para "criar valor através do conhecimento e da inovação" ligam-se para partilhar saber e projetos - no caso das universidades e politécnicos - e facilitar acesso à informação e aos mecanismos para desenvolver novos negócios - no caso das autarquias.



O Estado, representado no acordo pelo ministro-adjunto e dos assuntos parlamentares, colabora tendo presente as linhas do Programa Estratégico para o Empreendedorismo e a Inovação.



"Todos os outorgantes se comprometem a realizar, no âmbito do presente protocolo, intercâmbios de informação e ações colaborativas visando contribuir para a difusão de todas as temáticas relacionadas com o empreendedorismo", diz ainda a nota de imprensa.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Cristina A. Ferreira

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.