Na reunião de Conselho de Ministros desta quinta-feira foi aprovada a resolução que aprova a Agenda Digital 2015. A iniciativa integra um conjunto de 26 medidas, divididas por cinco áreas principais de intervenção: Redes de Nova Geração, Melhor Governação, Educação de Excelência, Saúde de Proximidade e Mobilidade Inteligente.




Todos os eixos visam tirar partido das infra-estruturas de banda larga de nova geração que estão a ser construídas no país, quer pelos privados, quer com apoio do Estado, como acontece nas redes rurais. Têm como objectivo transversal potenciar a exportação de produtos e serviços desenvolvidos em Portugal, como consequência da sua execução.



O acompanhamento, monitorização e a coordenação da Agenda Digital 2015 fica a cargo da Rede CNELPT - Rede de Coordenação Nacional da Estratégia de Lisboa e do Plano Tecnológico.



Na nota de imprensa do Conselho de Ministros, o Governo volta a frisar que o plano pretende aproveitar o investimento de 2,5 mil milhões de euros previstos para as RNG até 2012.



Deste valor, 1100 milhões de euros serão investidos pelos operadores em infra-estruturas de fibra, 600 milhões dirigem-se ao desenvolvimento de serviços e conteúdos e 750 milhões ao desenvolvimento e modernização de redes.



As redes rurais, por seu lado, prevêem um investimento de 200 milhões de euros, 106 milhões financiados com verbas públicas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.