Ninguém gosta de perder dinheiro. E é por esse motivo que uma das últimas grandes Ofertas Públicas Iniciais (IPO na sigla em inglês) do mercado das tecnologias ainda está na cabeça de muitos investidores: o Facebook começou nos 38 dólares e no primeiro ano perdeu mais de metade do valor.



A euforia que tem rodeado a IPO da Alibaba está a levantar novamente a questão: conseguirá a empresa corresponder às expectativas ou vai ser mais uma vítima do próprio sucesso?



A gigante chinesa está a preparar tudo para ser a maior IPO de sempre entre empresas tecnológicas e possivelmente entre todas as empresas do mundo. A organização de comércio online está atualmente avaliada em 142 mil milhões de dólares e as ações podem começar a ser transacionadas nos 68 dólares.



Só com a entrada em bolsa a empresa deve faturar mais de 21,8 mil milhões de dólares.



De acordo com a imprensa internacional, movimentos de “bastidores” podem fazer aumentar ligeiramente o preço inicial das ações, o que pode catapultar a Alibaba para o maior IPO de sempre. Resta saber como é que vão responder os investidores após a euforia inicial da transação de títulos.



Tem havido grande interesse dos investidores na entrada em bolsa da tecnológica chinesa, algo que se faz sentir no valor de cada título. No início do mês a empresa estimava que cada ação pudesse valer entre 60 a 66 dólares, mas o preço já foi revisto em alta.



A transação de títulos começa na sexta-feira, 19 de setembro, no índice bolsista norte-americano NYSE - a imprensa especializada diz mesmo que o Nasdaq, mais ligado às tecnológicas, não foi escolhido pelo fracasso do Facebook.



Tradicionalmente a Alibaba é apresentada como sendo a Amazon da China, isto é, uma das maiores empresas de comércio eletrónico do mundo e que tem uma grande penetração num dos mercados com maior potencial de crescimento.



O atual valor da empresa, mas sobretudo as perspetivas de crescimento – também para fora do comércio asiático e com grande interesse na Europa – são dois dos elementos que mais têm atraído os investidores. O chairman da tecnológica, Jack Ma, tem liderado boa parte do processo. O CEO da empresa é Jonathan Lu.



Com a entrada em bolsa a Alibaba pode justamente tornar-se mais valiosa do que a Amazon, que atualmente tem uma avaliação a rondar os 150 mil milhões de dólares, de acordo com a Forbes.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.