Os novos cenários que nascem da Revolução da Informação colocam desafios a toda a sociedade e às empresas. Num estudo dedicado ao tema a APDSI alinha 60 desafios que é preciso enfrentar para uma evolução consistente para a Economia da Informação.

Joaquim Alves Lavado, que coordenou este trabalho, admite que entre os 60 desafios há duas palavras chave: Formação e emprego. "Temos de adaptar o sistema de ensino, se não ficamos fixados aos métodos antigos", sublinha o coordenador do estudo que junta a colaboração de vários sócios da Associação para a Promoção e Desenvolvimento da Sociedade da Informação.

Sustentando as conclusões em seis estudos internacionais, a APDSI aponta o sucesso de alguns países no caminho para a Economia da Informação, como os Estados Unidos e os países nórdicos. Joaquim Alves Lavado admitiu porém ao TeK que na União Europeia existe ainda um esforço difícil que é preciso fazer para alcançar as metas definidas na Estratégia de Lisboa, que queria tornar a Europa na Sociedade do Conhecimento mais competitiva do mundo até 2010. "O peso da tradição é ainda muito forte e os investimentos são canalizados para áreas da indústria tradicional em vez de serem aplicados na área da Informação", sublinha o coordenador do estudo.

O estudo vai estar disponível para consulta no site da APDSI e está já a ser preparada uma segunda fase desta análise que integrará a área das condicionantes económicas.

Notícias Relacionadas:

2007-05-30 - APDSI acredita num crescimento económico sustentado pela dinamização da SI

2007-04-11 - e-inclusão cria novos desafios para o futuro da Sociedade da Informação em Portugal

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.