Era de esperar que nenhuma das empresas ficasse satisfeita depois da decisão do juiz que definiu que a Samsung teria de pagar mil milhões de dólares de indeminização à Apple por violação de patentes registadas. Mas a empresa da marca da maçã quer agora mais 707 milhões de dólares de indeminização e pretende banir definitivamente os Galaxy do mercado norte-americano, enquanto a companhia coreana deseja um novo julgamento.

Na sexta e no sábado as duas empresas entregaram pedidos de revisão da decisão judicial que foi conhecida a 24 de agosto, depois de um julgamento de três semana e quase ano e meio de preparação.

O objetivo é que um tribunal federal reavalie a decisão onde se define que 26 produtos da Samsung violam patentes da Apple utilizadas no iPhone e iPad, a nível de design, interface de utilizador, e tecnologia de navegação.

A Apple pretende receber mais 707 milhões de dólares, para além dos mil milhões já definidos de indemnização, reforçando a sua vitória com o bloqueio definitivo da venda de produtos da Samsung nos Estados Unidos, pelo menos os que violaram as suas patentes.

Do lado da Samsung os argumentos estão relacionados com a falta de um tratamento equitativo, a nível da apresentação de testemunhas e do tempo concedido a cada uma das partes.

Recorde-se que já tinha sido marcado para 6 de Dezembro uma nova audiência com a juíza Lucy Koh para discutir assuntos levantados pelas duas empresas após o veredicto, e a Samsung já tinha garantido que iria apresentar um apelo se as suas pretensões não fosse aceites.

Os novos pedidos reforçam ainda a guerra judicial que as duas tecnológicas mantêm em vários países, e que tem sido construída com vitórias e perdas para ambos os lados.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Fátima Caçador

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.