A Apple terminou mais um ano fiscal numa posição confortável, tendo superado as expetativas projetadas pelos analistas de Wall Street. Segundo Tim Cook, o CEO da empresa da maçã, a sua gama de smartphones iPhone mantem-se como o produto mais vendido da empresa. A surpresa vai mesmo para o segmento de wearables, que incluem o Apple Watch, os AirPods e os altifalantes inteligentes HomePod, que segundo as contas estão em linha com as vendas dos computadores Mac, projetando-se que venham a ser a terceira principal linha de receitas da empresa, depois dos smartphones e serviços, como se pode atestar no relatório.

As vendas de wearables acabaram mesmo por compensar o declínio da procura dos iPhone, registando um crescimento de 54% o último trimestre, face ao mesmo período do ano passado, registando 6,5 mil milhões de dólares. Já o iPhone continua a registar um abrandamento, com as vendas a caírem 9%, para um total de 33,4 mil milhões de dólares. Já na totalidade do ano fiscal, os wearables e acessórios somaram vendas de 24,5 mil milhões de dólares, quase tanto como os Mac, que registou 25,74 mil milhões de dólares.

Os produtos mais vendidos, na categoria wearables foram mesmo os AirPods, que continuam a atingir valores elevados.

Relativamente ao quarto trimestre do seu ano fiscal, o volume de negócios cresceu quase 2% face ao período do ano passado, registando 64 mil milhões de dólares. As receitas provenientes dos iPhones foram de 33,4 mil milhões, registando menos vendas que o ano passado que foram de 36,8 mil milhões de dólares. Já as receitas dos serviços (App Store, Apple Music, iCloud e Apple Pay) aumentaram 18%.

Projetando o primeiro trimestre do ano fiscal de 2020, a Apple espera receitas entre os 85,5 e 89,5 mil milhões de dólares; uma margem bruta na casa dos 37,5% a 38,5%; e despesas operacionais a rondar os 9,8 mil milhões de dólares.

A Apple revelou ainda que devolveu aos seus acionistas cerca de 21 mil milhões de dólares, entre 18 mil milhões relativo à recompra de ações e 3,5 mil milhões de dólares em dividendos e equivalentes.

Wall Street reagiu positivamente às contas feitas por Tim Cook, projetando o valor das ações da empresa para 247,70 dólares, fechando o dia a valer 243,26 dólares.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.