Mesmo depois da aprovação de 10 dos 15 pedidos para isenções nas tarifas para produtos importados da China requeridos pela gigante tecnológica, a Apple vai ter mesmo que as cumprir em cinco dos componentes do seu novo Mac Pro.

De acordo com a notícia avançada pela Bloomberg os reguladores da agência de política comercial dos Estados Unidos decidiram que a empresa da maçã não estará isenta da taxa de 25% nas rodas opcionais para o Mac Pro, na placa de circuitos principal, no adaptador de corrente, no cabo de alimentação e no sistema de arrefecimento do processador.

A decisão surge após a Apple ter anunciado, em comunicado à imprensa, que vai produzir o novo Mac Pro na sua fábrica no Texas, nos Estados Unidos. Em junho deste ano a gigante tecnológica anunciara que tinha contratado a chinesa Quanta Computer para fabricar o computador. No entanto, no final desse mês, Tim Cook, CEO da Apple, indicou que os planos talvez fossem diferentes. O objetivo por trás das isenções tarifárias estaria relacionado com o desejo de a empresa continuar a sua produção final do computador nos Estados Unidos, recrutando a ajuda da fabricante chinesa para desenvolver os componentes necessários à sua construção.

De acordo com a agência de política comercial dos Estados Unidos, as isenções tarifárias podem ocorrer em três situações: caso um produto esteja disponível na China e se houver uma alternativa semelhante nos Estados Unidos ou em países terceiros; se as taxas finais de importação causarem graves danos económicos; ou se o produto for estrategicamente importante para os programas industriais chineses.

A exclusão foi negada no caso dos cinco componentes do Mac Pro, pois os pedidos falharam em demonstrar como a imposição de taxas de importação causaria graves consequências negativas a nível económico.

A aplicação da tarifa de importação de 25% poderá fazer com que o preço do novo computador da Apple de quase 6.000 dólares se torne ainda mais elevado, tal como indica o website Slash Gear.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.