A subsidiária portuguesa da BMC
Software, que iniciou a sua actividade há dois anos
apresentou, ontem, em conferência de imprensa, as novas
tecnologias de computação distribuída, de gestão de infra-
estruturas e de serviço, especialmente as novas funções de
scheduling no âmbito do programa Control-M para o
universo SAP.


A pretexto desta nova filosofia de negócio, José Silva Pinto,
director geral da BMC Software Portugal, aproveitou para
demonstrar resultados auferidos no ano fiscal de Abril de 2000
a Março 2001, a nível nacional, que rondaram os 603 mil contos
ou 3 milhões de euros (um crescimento de 91 por cento face ao
mesmo período de 1999 e a nível mundial atingindo os 1,5 mil
milhões de dólares ou 336 mil milhões de contos.


No evento, esteve ainda presente Fahid Sarmadi, responsável
pelo desenvolvimento estratégico global da BMC e pela
colaboração com empresas de
Enterprise Resource Planning (ERP), que esclareceu as
características de programas como o Smart Recover para SAP, uma
solução de backup e recuperação para SAP R/3, que corre
em DB2 para servidores de bases de dados OS/390; o Patrol que
verifica processos chave de negócio e infra-estruturas; assim
como outras aplicações de segurança, de administração de perfis
de utilizadores em diversos ambientes e sistemas abertos como o
Linux.


"A tarefa de regular ambientes informáticos descentralizados,
complexos e heterogéneos demonstra apenas que a BMC Software já
não é um empresa de mainframes mas sim de gestão global",
confirmou José Silva Pinto, acrescentando "que é nessa área e
em novos mercados como as PMEs que residirá a nossa força de
vendas".


Talvez por isso, as expectativas de receitas indicadas por
aquele responsável para o ano fiscal 2002 possam oscilar entre
o 1,8 milhões contos ou 8,9 milhões euros e os dois milhões de
contos ou 9,9 milhões euros, abrangendo licenças de
software e serviços.


José Silva Pinto acredita que se se confirmarem os resultados,
esta subsidiária continuará a ser a mais rentável na Europa,
defendendo que "as razões do sucesso se devem ao compromisso
assumido com os clientes de lhes encontrar as soluções que
melhor se adaptem à organização".


É nessa linha que surge a solução de gestão para suporte das
soluções de arquivo de dados da SAP no CONTROL-M, a aplicação
de Business Integrated Scheduling da BMC. Os clientes SAP
mediante o CONTROL-M gerem, programam e monitorizam as suas
sessões de arquivo para atingirem um fluxo de processo de
negócio automático e dinâmico.


Se as parcerias com a SAP, CAP Gemini e a Compaq globalmente possibilitam à BMC averiguar
quais os problemas que atingem as empresas, as pressões
competitivas e o retorno de investimento face ao desempenho
obtido, já em termos nacionais a simplificação da gestão da
própria estrutura tecnológica parece ser um dos seus objectivos
estratégicos.


De acordo com José Silva Pinto, tempo é dinheiro e as
organizações devem responder a desafios de negócio de forma pro-
activa, talvez por isso "a BMC proponha metodologias mais
eficientes que garantem o ganho de competitividade, gerindo
infra-estruturas, aumentando a produtividade",
salientou.

Notícias relacionadas:

2000-12-15 - BMC Software cria divisão de Service Provider
Solutions


2000-08-09 - BMC lança soluções de gestão para B2B

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.