O mais recente relatório da World Intellectual Property Organization (WIPO) revela que, em 2019, a China tornou-se no país com mais patentes registadas. Ao todo, a China submeteu 58.990 patentes ao Patent Cooperation Treaty no ano passado, ultrapassando pela primeira vez os Estados Unidos que ficaram em segundo lugar com 57.840. Durante cerca de 40 anos, as patentes norte-americanas lideraram a tabela da WIPO.

O relatório da WIPO dá a conhecer que os números registados em relação à China representam um aumento de 200% ao longo dos últimos 20 anos. Em declarações à imprensa internacional, Francis Gurry, diretor geral da WIPO, indicou que o país registou um rápido nível de crescimento, refletindo-se no número de patentes submetidas. O responsável afirmou que os valores demonstram uma mudança de longo termo no foco da inovação mundial em direção aos países asiáticos.

Representantes do governo dos Estados Unidos querem novas medidas para impedir a China de utilizar a sua tecnologia
Representantes do governo dos Estados Unidos querem novas medidas para impedir a China de utilizar a sua tecnologia
Ver artigo

Os dados da WIPO demonstram que a Huawei é das empresas chinesas com mais patentes registadas pelo terceiro ano consecutivo. Mesmo perante uma guerra comercial com o Governo norte-americano sem fim à vista, a fabricante submeteu 4.411 patentes à Patent Cooperation Treaty em 2019.

Na tabela encabeçada pela Huawei, segue-se a japonesa Mitsubishi, com 2.661 patentes, a sul-coreana Samsung, com 2.334, e a norte-americana Qualcomm, com 2.127. A lista de organizações com mais patentes registadas em 2019 figura também empresas como a sueca Ericsson e ainda a sul-coreana LG.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.