A nova estratégia da empresa foi ontem comunicada pela CEO da Colt, Keri Gilder, que numa conferência com um número restrito de jornalistas explicou o caminho que pretende implementar para crescer e transformar a Colt Technology Services numa empresa mais tecnológica, abandonando o foco de 100% na área de infraestrutura de redes. Durante a conferência Keri Gilder afirmou ao SAPO TEK que Portugal é uma localização importante para a empresa e onde pretende localizar competências, lembrando que a pandemia da COVID-19 mostrou que o negócio é agora feito cada vez mais de forma globalizada.

Hoje chega a confirmação de que a empresa vai investir na abertura de um centro de competências em Portugal, que será o terceiro da Colt. Este centro vai estar dedicado ao desenvolvimento de tecnologias de rede SDN – Software Defined Networks, uma das apostas da Colt.

A empresa de telecomunicações e serviços para o mercado empresarial está em Portugal desde 2002 e a subsidiária portuguesa tem-se destacado entre as várias filiais da Colt no mundo. Em 2016 foi criado em Portugal um centro de competência Premium Network Services e em 2018 um segundo centro, o Language Technical Resolution Centre.

“Este terceiro centro da Colt espelha, de forma inequívoca, a estratégia de inovação da Colt, que é reconhecida e premiada a nível mundial”, afirma Carlos Jesus, Country Manager da Colt Portugal.

O responsável explica que, com a pandemia, um dos maiores desafios que se coloca é o de garantir a capacidade de acessos seguros a ligações fiáveis para todos os utilizadores, o que exige que os prestadores de serviços de rede estejam capacitados para disponibilizarem soluções eficientes.

Novo centro técnico da Colt em Portugal vai servir o resto do mundo
Novo centro técnico da Colt em Portugal vai servir o resto do mundo
Ver artigo

“Neste contexto, as tecnologias SDN/NFV adquirem um papel fundamental e é neste contexto que iremos abrir o novo centro”, justifica, dizendo que “Portugal é um país excecionalmente posicionado quer geograficamente, quer culturalmente no âmbito das comunicações, há uma clara explosão de centros de competências capazes de responderem à procura crescente de serviços digitais a nível mundial”.

Para Carlos Jesus, “o compromisso da Colt com a operação portuguesa tem sido constante”, lembrando a abertura dos dois centros de competências existentes, em 2016 e 2018. “Refletindo igualmente os bons resultados alcançados pela subsidiária portuguesa, estamos a abrir o terceiro centro”, adianta em comunicado, dizendo que “Estamos muito entusiasmados com este novo desenvolvimento, e acreditamos, que Portugal irá ter um papel ainda mais relevante na concretização da nova estratégia de inovação e crescimento da empresa à escala global”.

A empresa quer também reforçar o quadro de colaboradores ainda em 2020 e está a contratar, pretendendo chegar ao fim do ano com mais de 100 colaboradores. Neste momento a empresa tem 76 colaboradores em Portugal.

Está em curso uma campanha de recrutamento, online, para Engenheiros de Desenvolvimento de Software com experiências em várias tecnologias. As candidaturas podem ser apresentadas no site da Colt Portugal ou na página de LinkedIn da empresa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.