O fundador da rede social Facebook enfrenta um processo judicial em que é acusado de quebra de contrato, fraude e violação de direitos de autor. A acusação é feita por três estudantes de Harvard que, em parceria com o fundador da rede social, Mark Zuckerberg, terão lançado em 2004 um projecto chamado ConnectU.



O ConnectU é similar ao Facebook e segundo os ex-parceiros de Zuckerberg tem código fonte que foi posteriormente usado pelo responsável no desenvolvimento do segundo projecto, assim como a ideia na base da primeira iniciativa.



A acção judicial foi originalmente submetida aos tribunais em Setembro de 2004 mas apenas agora vão começar as audições para reunir testemunhos, já que o primeiro processo apresentado acabou por não ir avante devido a incorrecções técnicas.



Os autores do processo pedem o encerramento do Facebook - a segunda rede social mais popular do ciberespaço - e uma indemnização por danos.
O Facebook, por seu lado, avançou com um processo resposta onde acusa os três ex-colegas de Zuckerberg de difamação.



O ConnectU, serviço que alegadamente inspirou o Facebook conta actualmente com 100 mil subscritores, contra os 32 milhões registados no Facebook que valerá cerca de 10 mil milhões de dólares.



Notícias Relacionadas:

2007-05-25 - Facebook estende oferta de conteúdos através de novas parcerias

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.