Em plena pandemia de COVID-19, Elon Musk decidiu desafiar as autoridades locais e retomar a produção na fábrica de montagem de automóveis situada na Califórnia. Agora, e tornando a situação mais polémica, o presidente dos Estados Unidos Donald Trump garante estar do lado do CEO da Tesla, defendendo que o Estado deveria deixar a empresa e Elon Musk abrirem a fábrica. Neste contexto de descontentamento, a futura transferência da fábrica para Texas é uma possibilidade em cima da mesa.

Com uma das medidas em todo o mundo na luta contra o novo coronavírus a ser o encerramento de fábricas, o caso da empresa de Elon Musk não foi exceção. No entanto, esta segunda-feira o magnata anunciou no Twitter que a Tesla iria retomar a produção, estando ciente que iria contra as regras do condado da Alameda, que, entretanto, processou. "Se alguém for preso, que seja apenas eu", afirmou na altura.

Nesse mesmo dia, o CEO da empresa explicou noutro tweet que as autoridades estaduais tinham aprovado a reabertura, mas que a ação tinha sido bloqueada pelas autoridades locais. Para além disso, o empresário mostrou-se ainda revoltado com o facto de outras linhas de montagens terem sido aprovadas para retomar a atividade e a da Tesla não.

A decisão surge depois do conhecido braço de ferro com as autoridades da Califórnia. Já em abril, por exemplo, Elon Musk mostrou-se contras as medidas de confinamento e com a estratégia de colocar todas as pessoas em “prisão domiciliária".

Dois dias depois desta decisão, Donald Trump vem mostrar estar do lado de Elon Musk, defendendo que a Califórnia deveria permitir a reabertura da fábrica. O empresário respondeu ao tweet do Presidente dos Estados Unidos, agradecendo.

De acordo com a Reuters, esta terça-feira o parque de estacionamento da fábrica em Fremont, na Califórnia, estava "lotado", depois da decisão de Elon Musk. Esta realidade contrasta com a da semana passada, numa altura em que foram vistos muitos poucos carros e camiões em movimento.

Ainda esta terça-feira, o The Verge, com base num email interno a que teve acesso, garantiu que a Tesla reabriu na totalidade uma fábrica no Estado de Nevada, onde produz baterias para os carros elétricos. A decisão veio mostrar-se contraditória com uma notícia de meados de maio, que falava numa reabertura com "operações limitadas".

Tesla fez um pedido de licença para fornecimento de energia no Reino Unido
Tesla fez um pedido de licença para fornecimento de energia no Reino Unido
Ver artigo

Citadas pela agência, as autoridades dizem estar cientes de que a Tesla retomou a produção das operações sem cumprir com os requisitos mínimos. A empresa foi ainda notificada de que não poderia trabalhar sem um plano aprovado pelo condado.

De qualquer forma, já é conhecido o programa da Tesla para retomar os trabalhos. Em plena pandemia, a aposta da empresa passa por medidas como a instalação de barreiras para separar trabalhadores e medições da temperatura corporal.

Fábrica da Tesla na Califórnia pode vir a mudar-se para o Texas

O governador do Texas Greg Abbott garantiu que esteve em conversações com Elon Musk recentemente. Em cima da mesa esteve a possibilidade de a fábrica localizada na Califórnia passar a estar situada no Texas.

O representante considera que a Tesla pode poupar vários mil milhões de dólares a longo prazo com taxas, se essa decisão for mesmo para a frente. O próprio Elon Musk falou sobre essa possibilidade na conta de Twitter.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.