O Institute for Policy Innovation (IPI) elaborou um estudo onde avalia o impacto que a pirataria e descargas ilegais de música têm na economia norte-americana. Os resultados indicam que estas actividades causam prejuízos na ordem dos 12,5 mil milhões de dólares e na perda de 71 mil postos de trabalho todos os anos - 26,8 mil na indústria musical e 44,2 mil em sectores relacionados.



Com a distribuição ilegal de música, o estado norte-americano deixa de receber 422 milhões de dólares por ano em impostos, sendo 291 milhões referentes a impostos pessoais e 131 milhões em impostos sobre produtos e receitas empresariais.



Por seu lado, a indústria discográfica perde cerca de 5,33 mil milhões de dólares, enquanto que o mercado retalhista regista prejuízos de 1,04 mil milhões de dólares, o que se traduz em perdas para a indústria de 6,37 mil milhões de dólares.



O estudo destaca que a pirataria prejudica não só o sector da música como também em outros segmentos, isto porque, todas as áreas protegidas por direitos de autor - onde se inclui a música - asseguram 40 por cento do crescimento económico dos Estados Unidos e 60 por cento do volume de exportações do país.




Notícias Relacionadas:

2007-05-24 - Taxa de pirataria informática em Portugal chega aos 53% em 2006

2007-05-02 - Utilização de software ilegal custa 91,5 milhões de euros ao Estado

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.