O comissário europeu para as empresas e sociedade da informação Erkki Liikanen está preocupado com a falta de empreendedorismo actualmente existente na União Europeia e propõe uma estratégia para contrariar tal tendência.



Discursando na escola belga de gestão Vlerick Leuven Gent, Liikanen afirmou que os estudos indicam que a Europa se atrasou face aos Estados Unidos na área do empreendedorismo e culpa a aversão ao risco que se faz sentir entre os europeus.



O segredo para alcançar os Estados Unidos, está de acordo com Liikanen, na nova geração de empresários. "As atitudes e capacidades empreendedoras podem ser encorajadas entre os jovens, antes da universidade", garante o responsável, acrescentando que "o empreendedorismo deve ser promovido como uma atitude (...) através do desenvolvimento de qualidades pessoais como a criatividade, a tomada de risco e a responsabilidade".



Salientando a necessidade de mudar atitudes, o comissário assinalou um conjunto de medidas práticas que deverão ser implementadas para encorajar o empreendedorismo na Europa, nomeadamente o de criar um ambiente mais agradável ao lançamento e desenvolvimento de empresas, a aprendizagem de melhores práticas comparando iniciativas promovidas por outros Estados-membros e melhorar as relações entre universidades, institutos de investigação e empresas privadas.



O comissário europeu acredita que, estimulada por tais políticas, pode ser criada uma nova cultura de empreendedorismo e assim atingir os objectivos do encontro de Lisboa em 2000.



Notícias Relacionadas:

2002-07-01 - Presidência dinamarquesa da UE arranca apostando na inovação e nas telecomunicações

2002-05-17 - Rede First Tuesday volta a marcar presença em Portugal
Entrevista: É urgente criar o Ministério do Empreendedorismo

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.