De forma a responder às críticas dos meios de comunicação social que viam os seus conteúdos jornalísticos a serem listados na área de notícias do Facebook, sem qualquer retorno financeiro, a empresa de Mark Zuckerberg está a estudar uma forma de compensar a imprensa. Segundo o The Wall Street Journal, o plano da rede social é licenciar os conteúdos e avança com um orçamento de três milhões de dólares por ano para investir nos órgãos, ainda que não tenha ficado claro se para cada um, ou é um valor total.

Segundo refere o jornal americano, os responsáveis pelo Facebook já terão reunido com meios como a ABC News, The Washington Post, Bloomberg e outros. Ainda não se sabe o resultado das negociações, mas quem aceitar terá de assinar um contrato de três anos.

O jornal refere ainda que os meios poderão escolher se listam histórias completas na plataforma ou apenas um pequeno título de teasing e um pequeno excerto, reencaminhando os leitores de seguida para os respetivos websites. Desta forma os meios podem receber menos, mas levar mais tráfego para as suas publicações.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.