A plataforma FootballISM nasceu na Academia de Alcochete, numa parceria inicial com o Sporting Clube de Portugal, o que permitiu aos produtores conhecerem todos os processos e departamentos do clube, nascendo na consultora Agap2IT. O projeto esteve cerca de ano e meio em processo de desenvolvimento e analises de requisitos, mas depois foram necessários mais três anos e meio para desenvolver o produto, com uma equipa de sete ou oito pessoas, num total de cinco anos, explicou Carlos Valentim, gestor de produto da empresa ao SAPO TEK. Em abril de 2017 tornou-se finalmente um produto comercial.

O FootballISM é no fundo uma ferramenta que permite reunir numa única plataforma as diferentes aplicações já utilizadas pelos clubes, como a gestão do scouting e área técnica, onde fazem os esquemas de treino para os treinadores. “O FootbalISM vai um pouco mais longe ao permitir gerir os diferentes departamentos, desde as instalações (quartos, campos, salas), aos equipamentos desportivos, como as tshirts e calções ou bolas, assim como qualquer produto que desejem gerir na aplicação. Une ainda a divisão médica, que inclui os registos e histórico das lesões dos atletas, incluindo as suas sessões de tratamento e as prescrições médicas. Por exemplo, no futebol de formação, os atletas têm uma aplicação mobile associada, onde os pais podem ser solicitados pelo clube para, em casa, continuar certos tratamentos, tais como aplicar gelo ou tomar um medicamento, refere o gestor.

Carlos Valentim explica que recentemente foi adicionado um módulo de nutrição, indo de encontro às necessidades do departamento de nutricionistas que os clubes atualmente já têm, possibilitando o registo das pesagens e os registos dos índices de massa gorda. A aplicação permite ainda pegar no histórico e fazer comparação de atletas.

A aplicação pega nos diferentes módulos dos departamentos e filtra a informação. “Nem sempre é fácil ao clube obter informações rapidamente, pois cada departamento utiliza a sua ferramenta, mas quando querem juntar os dados podem demorar semanas…” realça o gestor. Através da aplicação, com um clique é possível perceber para uma semana a informação necessária, separando a parte da nutrição, os treinos que o atleta fez, a sua intensidade de jogo, suportada por dados de GPS. Isso permitirá aos responsáveis pelos diferentes departamentos tomarem as melhores decisões.

A empresa tem percorrido vários países da Europa para mostrar o produto, assim como o Brasil e países africanos, tais como a Nigéria, onde a aplicação está a ser utilizado em duas academias, uma delas com quase 700 jogadores. Sendo o Sporting um cliente óbvio, o gestor refere que atualmente 10 clubes utilizam a ferramenta, embora não pudesse adiantar quais. O feedback dos clubes tem permitido melhorar a ferramenta e adicionar novas funcionalidades mediante as necessidades dos técnicos e dirigentes.

A ideia da empresa é apresentar a ferramenta a todos os clubes da primeira e segunda divisão portuguesa. Seguem-se depois Espanha, França e Inglaterra na ambição de expandir a utilização. O modelo de negócio é uma subscrição mensal que vais dos 500 aos 4.000 euros, mediante as funcionalidades que os clubes desejem utilizar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.