No dia 18 de fevereiro o Facebook chegou a um princípio de acordo com o WhatsApp para uma aquisição. O valor: 19 mil milhões de dólares. Muito se tem discutido entre imprensa especializada e jornalistas se o montante da operação tem justificação.

No meio do rescaldo, a Fortune avançou com a informação de que a Google, até há pouco tempo, também estava fortemente interessada no WhatsApp. Escreve a publicação que a tecnológica de Mountain View chegou a avançar com uma proposta de 10 mil milhões de dólares.

Apesar de o valor ser quase metade daquele pago pelo Facebook, terá havido um outro elemento que pesou na rejeição da proposta: a Google não garantia um lugar na direção da empresa ao diretor executivo da WhatsApp, o Facebook sim.

O The Informer acrescenta mais alguns pormenores a esta história. De acordo com as informações apuradas, a Google terá feito a proposta há cerca de seis meses e terá inclusive oferecido dinheiro ao WhatsApp para que, se houvesse mais interessados e mais propostas, a gigante dos motores de busca fosse de imediato avisada.

A confirmarem-se os relatos das duas publicações, visto que a Google não comentou o caso, entende-se que o Facebook não é a única gigante tecnológica do mundo a reconhecer grande valor no WhatsApp e talvez, os 19 mil milhões pagos pela rede social, foram uma resposta obrigatória a outras propostas existentes pelo serviços de comunicações pela Internet.

Atualmente o WhatsApp tem 450 milhões de utilizadores mensais, 350 milhões de utilizadores diários, um milhão de novos utilizadores todos os dias e cerca de 54 mil milhões de mensagens transacionadas numa base diária.

A "luta" entre a Google e o Facebook promete intensificar-se nos próximos anos já que a empresa de Mark Zuckerberg tem ficado um passo à frente nas novas tendências mundiais - redes sociais, partilha de fotos pelo telemóvel e envio de mensagens instantâneas.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.