Constituído por personalidades ligadas a diversas áreas da ciência nas diferentes regiões do país, o grupo tem um prazo de 30 dias úteis para alinhar as recomendações que vai entregar ao ministro Manuel Heitor.

A atual direção da FCT, organismo que conduziu a polémica avaliação dos organismos nacionais ligados à ciência e investigação e que na sequência dessa análise reorientou o financiamento público ao sector, cessa funções no final do ano.

A nova direção será já nomeada tendo em conta as recomendações do grupo e as suas atividades serão alinhadas tendo em conta o mesmo trabalho. Em declarações ao Diário de Notícias, o ministro Manuel Heitor adiantou que a nova direção da FCT deverá tomar posse num espaço de dois a três meses.

O ministro também explicou que a criação do grupo de trabalho pretende ser uma forma de "chamar a comunidade científica a envolver-se mais nos processos para o desenvolvimento científico do país e a corresponsabilizar-se por eles".

A iniciativa do Governo quer “restabelecer a confiança entre FCT e a comunidade científica, que nos últimos tempos via a FCT como um organismo que se opunha a ela e ao trabalho", acrescentou o mesmo responsável.

 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.