Desde que a IFS foi criada em 1983 a empresa sueca já mudou muito e passou por várias fases na transformação do negócio e na transformação digital, à semelhança dos seus clientes, mas para muitos ainda continua a ser uma marca desconhecida, como admitiu Alastair Sorbie, presidente e CEO do IFS Group na abertura da conferência global em Gotemburgo.

Nos últimos anos a empresa tem registado crescimentos significativos de receitas e apostado em aquisições que se somam ao crescimento orgânico, suportado no desenvolvimento de produtos e investimento em I&D. No primeiro semestre as receitas e o lucro cresceram a dois dígitos e a recente aquisição do fundo de investimentos EQT está a colocar a empresa numa rota de otimização e crescimento que o CEO espera que seja ainda mais significativo.

“Uma das primeiras coisas que a EQT fez foi pedir para identificarmos as áreas onde podíamos investir, num exercício bottom up”, explica o CEO da empresa. Da lista apresentada, 3 áreas já estão em curso, com a mobilidade e field service management a assumirem maior peso, seguindo-se a globalização do produto para tornar a empresa um player global.

"A IFS é um dos segredos mais bem guardados da indústria. É uma jóia escondida e queremos alargar o conhecimento da marca”, afirma Alistair Sorbie. E em cinco anos? "Já somos uma empresa de 1 mil milhões de dólares e em cinco anos acreditamos que vamos ter o mesmo modelo de negócio, mas seremos muito melhores e com muito mais clientes", explica.

Transformação digital e IoT, duas prioridades nas empresas
O foco na indústria é evidente no alinhamento da IFS e por isso a estratégia de aposta no IoT é uma das áreas estratégicas da empresa. O CEO da empresa revelou os dados de um inquérito onde 58% dos fabricantes afirmam que a melhoria da qualidade de produtos é o seu primeiro objetivo.

Alistair Sorbie lembra que as organizações estão a fazer o caminho da transformação digital, mas que não é importante estarem a medir em que fase da transformação estão, mas focar-se na estratégia e envolverem-se a fundo, até porque os resultados começam a revelar-se logo nas primeiras fases da mudança de processos.

“Uma das áreas mais importantes é a Internet das Coisas (IoT). […] Vemos muito interesse nesta área e estamos muito interessados em desenvolver soluções e projetos com os nossos clientes”, explica o CEO da IFS.

A empresa aproveitou a conferência para anunciar o IFS IoT Business Connector, uma nova solução que reduz o tempo de implementação e consegue colocar os benefícios no terreno até porque esta é uma área extremamente complexa, com milhares de equipamentos a fornecerem dados, com necessidade de gerir redes complexas e APIs para gerar valor. “Muitos clientes estão já a experimentar o potencial do IoT e a criar pilotos que permitem perceber como desbloquear valor”, adianta ainda Alistair Sorbie.

Na IFS World Conference a empresa anunciou ainda o IFS Product Estimate Management para IFS Applications e a disponibilidade da IFS Management Cloud em Microsoft Azure.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.