Indonésia e a Malásia são os próximos mercados onde deveremos ver chegar o portátil Magalhães, revelou ontem o presidente da JP Sá Couto, que apontou a Ásia como a nova grande aposta da empresa portuguesa.

A marca prepara-se para avançar com projetos-piloto envolvendo o portátil, no âmbito do sector da Educação, nestes dois países da Ásia, adiantou o responsável ao Diário Económico.

"Neste momento, a Ásia é o nosso grande foco. Já estamos com um projeto em Timor-Leste e iremos avançar para a Indonésia e Malásia, com a venda de equipamentos da família Magalhães (MG)", afirmou Jorge Sá Couto, citado pelo Diário Económico.

A informação foi avançada à margem da conferência que a companhia deu ontem para dar conta da sua mudança de imagem e apresentar quarta geração do portátil destinado às crianças do primeiro ciclo, que agora passa a contar também com um tablet (para maiores de três anos) e com um segundo modelo de netbook, equipado com um ecrã tátil rotativo e um estilete.

Os planos para estender a implementação do Magalhães a estes dois países da Ásia são anunciados menos de um mês depois de a companhia ter confirmado estar a ultimar negociações para a venda de 40 mil unidades do portátil no Peru. Recorde-se que o mercado da América Latina tem sido um destino privilegiado para o netbook "made in Portugal" baseado no Classmate da Intel.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Joana M. Fernandes

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.