A Infineon Technologies vai alargar o seu investimento na produção de chips nos Estados Unidos, aumentando a capacidade da fábrica que já detém em Richmond, na Virgínia. A empresa alemã toma assim uma decisão contrária à tendência actual das companhias norte-americanas que progressivamente transferem a sua produção para países asiáticos.



O investimento esperado para o alargamento da capacidade da fábrica, que já emprega actualmente cerca de 1.750 pessoas, ronda os mil milhões de euros. Segundo informação da Infineon, serão criados 800 novos postos de trabalho, o que aumenta os recursos humanos para 2500 trabalhadores.



A Infineon Technologies vai continuar a produzir chips de memória nestas novas instalações, enquanto que outras fábricas da empresa serão recondicionadas para fabricar processadores lógicos mais complexos, uma área onde a procura tem vindo a aumentar, segundo dados fornecidos em comunicado de imprensa.



A fábrica da Virgínia será adaptada à produção de chips de DRAM em wafers de 300 mm até 2005, uma técnica que resulta numa produção 30 por cento acima da obtida através da tecnologia de fabrico em placas de 200 mm. Depois da adaptação da produção as novas instalações deverão produzir 25 mil wafers por mês.



Recorde-se que a Infineon tem também em Portugal, em Vila do Conde, uma importante presença que será reforçada através de um novo projecto que envolve um investimento de 230 milhões de euros, dos quais 7 milhões se destinam à formação profissional. Este visa a construção de um módulo fabril dedicado ao fabrico de produtos de memória DRAM da nova geração.

Notícias Relacionadas:

2003-10-24 - Conselho de Ministros aprova minuta do contrato de investimento com Infineon

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.