Depois de alguns anos de crescimento lento, o investimento em tecnologia deverá aumentar consideravelmente durante os próximos três anos, impulsionado pelos gastos em hardware, software, equipamentos de rede e serviços que a China, a Polónia e outros países em vias de desenvolvimento se preparam para realizar.




As conclusões são de um estudo encomendado à consultora Global Insight pela World Information Technology and Services Alliance, que vê o mercado asiático e do leste europeu como motores do processo de recuperação mundial do sector das tecnologias.




Segundo a análise publicada recentemente, a despesa mundial em tecnologias em 2007 deverá situar-se nos 3,2 mil milhões de dólares, face aos 2,1 mil milhões em 2001. O investimento na Ásia e nos países da costa do pacífico crescerá, de acordo com as expectativas da Global Insight, 9,3 por cento ao ano, quando os gastos na região EMEA apresentarão uma taxa de crescimento de 8,9 por cento ao ano. Já o mercado tecnológico da América do Norte registará um aumento anual de 6,7 por cento.




Face aos valores de subida no resto do mundo, o hemisfério ocidental deverá ser responsável por 44 por cento do mercado, comparativamente aos 46 por cento registados em 2003, indica o estudo.




Conclui-se igualmente que a influência dos países em vias de desenvolvimento crescerá à medida que os mesmos entram no "jogo tecnológico". "Embora o domínio [na área da tecnologia] dos países desenvolvidos não vá mudar de um momento para o outro, o mundo em vias de desenvolvimento não pode ser ignorado ou considerado irrelevante", assinala-se.




Notícias Relacionadas:


2004-11-02 - Europa atrás do resto do mundo no investimento em TI

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.