O mercado de smartphones está a dar indicadores de que está a crescer após dois anos de decréscimo. De acordo com as conclusões do mais recente relatório da Stratagy Analytics, o nível de envios de dispositivos móveis para as lojas aumentou 2%, atingindo as 366 milhões de unidades no terceiro trimestre de 2019.

Em comparação com o mesmo período em 2018, a Samsung registou um crescimento de 8%, sendo a empresa que mais smartphones enviou, atingindo a marca dos 78,2 milhões de unidades enviadas. O segundo lugar é ocupado pela Huawei, a qual surpreendeu os analistas com um aumento de 29% nas suas remessas desde o ano passado.

Evolução do mercado global de smartphones desde 2017
créditos: Stratagy Analytics

Ao contrário da Samsung e da Huawei, a Apple, a qual desceu para a terceira posição da tabela registou um decréscimo de 3%. No entanto, os analistas afirmam que a empresa da maçã está a estabilizar, devido a baixa nos preços do iPhone 11 e à maior procura nos mercados asiáticos e norte-americanos. Tal como a gigante de Cupertino, a Xiaomi e a OPPO não conseguiram atingir um crescimento positivo no terceiro trimestre de 2019.

Comparação do nível de crescimento entre marcas de smartphones
créditos: Stratagy Analytics
Lucros da Samsung voltam a cair e o maior “culpado” é o mercado de chips de memória
Lucros da Samsung voltam a cair e o maior “culpado” é o mercado de chips de memória
Ver artigo

Embora tenha registado uma queda nos seus lucros, a Samsung conseguiu manter a liderança do mercado global de smartphones, detendo 21% da sua totalidade. Os especialistas indicam que o Galaxy Note 10 fez impulsionar não só as remessas, mas também as vendas da fabricante sul-coreana.

A Huawei conseguiu aumentar em 4% a sua fatia do “bolo” do mercado internacional de smartphones, passando para os 18%. Os efeitos da guerra comercial entre a fabricante e o governo de Donald Trump conseguiram ser contornados devido às vendas dos seus dispositivos móveis na China. Já a Apple, como a Xiaomi e a OPPO registaram baixos crescimentos no que toca à sua quota de mercado, sendo que não chegaram a ultrapassar a casa de 1%.

Comparação da quota de mercado das empresas de smarphones entre 2018 e 2019
créditos: Stratagy Analytics

“A procura mundial por smartphones está a recuperar devido à forte competição entre vendedores a nível de preços, assim como a inovações tecnológicas à semelhança do 5G”, afirma Linda Sui, Diretora da Strategy Analytics citada em comunicado à imprensa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.