A Microsoft já deu a conhecer os seus mais recentes resultados financeiros, superando as expetativas dos analistas de Wall Street. Ao todo, no trimestre que encerrou em 30 de setembro, a gigante tecnológica registou lucros na ordem dos 13,9 mil milhões de dólares, representando uma subida de 30% em relação ao mesmo período no ano passado.

A empresa indica em comunicado que as suas receitas apresentaram um crescimento de 12%, passando para os 37,2 mil milhões de dólares. A vasta maioria dos analistas esperava que as receitas da Microsoft não ultrapassassem os 35,72 mil milhões de dólares, avança a Bloomberg.

De acordo com Amy Hood, vice-precidente executiva e Chief Financial Officer da Microsoft, as receitas dos serviços Cloud da empresa totalizaram 15,2 mil milhões de dólares, representando uma subida de 31% em relação ao período homólogo de 2019. Já a receita no segmento de “Cloud inteligente” aumentou 20%, perfazendo 13 mil milhões de dólares.

O segmento de computação pessoal, que inclui o sistema operativo Windows, as consolas Xbox, os equipamentos Surface, assim como o seu negócio do motor de busca, registou um crescimento de 6%, situando-se na ordem os 11,8 mil milhões de dólares.

Xbox Series X|S está quase a chegar a Portugal. Veja as fotos da versão final da consola
Xbox Series X|S está quase a chegar a Portugal. Veja as fotos da versão final da consola
Ver artigo

Embora não disponibilize valores específicos relativamente às vendas de cada um dos seus produtos ou serviços, a Microsoft indica que as receitas do segmento Xbox aumentaram 30%, numa altura marcada pelo “boom” do gaming durante a pandemia, assim como pela chegada da nova geração de consolas da empresa, marcada para 10 de novembro.

Já as receitas do segmento da produtividade e processos de negócio atingiram os 12,3 mil milhões de dólares, representando uma subida de 11% face ao período homólogo no ano passado.A suite de produtividade da Microsoft continua a ser um dos pontos-chave para a empresa, graças ao Office 365, cujas subscrições ultrapassaram a marca dos 45 milhões.

As receitas do LinkedIn aumentaram 16% e, durante a conferência onde a empresa deu a conhecer os seus mais recentes resultados financeiros, Satya Nadella, CEO da Microsoft, revelou que o Teams, que recentemente introduziu novas ferramentas com um grande foco na saúde mental, conta agora com 115 milhões de utilizadores ativos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.