O conglomerado do streaming, que apresentou lucros de 1,398 mil milhões de dólares, conseguiu assim inverter uma tendência de perda constante de assinantes, que se verificava desde há meses, que levou a sua cotação bolsista a sofrer a maior queda da sua história.

Justamente há uns dias, a Netflix anunciou um novo modelo de assinatura mensal, que inclui anúncios a troco de reduzir o custo, para atrair e manter clientes.

O serviço vai lançar em novembro uma nova modalidade de subscrição com publicidade, por um preço de 5,49 euros mensais, apresentando um número limitado de filmes e séries e impossibilitando descarregar conteúdos.

Inicialmente, o plano “Básico com anúncios” vai estar disponível em 12 países: Alemanha, Austrália, Brasil, Canadá, Coreia do Sul, Espanha, Estados Unidos, França, Itália, Japão, México e Reino Unidos. 

Haverá uma média de 4-5 minutos de anúncios por hora e os anunciantes poderão impedir que sua publicidade apareça em conteúdos que possam ser incompatíveis com sua marca, no caso de sexo, nudez ou violência explícita.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.