O ano de 2012 confirmou a tendência de que os portugueses continuam a dar cada vez mais uso aos sistemas de pagamento eletrónico, em detrimento de outras formas de pagamento como os cheques. Este perfil de utilização é igual ao que já se tinha registado nos anos anteriores.

No ano passado o número de cheques utilizados diminuiu cerca de 20%, enquanto o valor correspondente ao uso dos mesmos tombou 17% em comparação com 2011.

"Em particular, observou-se uma significativa redução no número de cheques de valor mais baixo, reflexo da progressiva substituição do cheque por instrumentos de pagamento eletrónicas, de utilização mais simples nas transações quotidianas", escreve o Banco de Portugal numa nota informativa.

O sistema de transferências a crédito cresceu 5,3% em quantidade e 1,2% em valor, enquanto o sistema de débitos diretos cresceu 4,2% em quantidade e 6,8% em valor.

Apesar de os pagamentos eletrónicos terem aumentado, o uso do Multibanco caiu em Portugal. Segundo a análise do BdP, em comparação com 2011 a taxa de utilização caiu 1,1%, enquanto o valor das transações foi mais baixo 1,5% - uma tendência que se justifica com a crise e com a contração do consumo.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.