A pandemia de COVID-19 está a causar um profundo impacto em todos os setores da economia. Numa altura em que as medidas de isolamento implementadas por governos em todo o mundo dão sinais de que se vão manter durante mais uns meses, gigantes tecnológicas como a Google tentam planear o regresso à normalidade. De acordo com o CEO Sundar Pichai, os funcionários da empresa poderão voltar aos escritórios a partir de 1 de junho na melhor das hipóteses.

Num memorando interno enviado a todos os funcionários da Google, Sundar Pichai afirma que o processo de transição do trabalho remoto para os escritórios da empresa não será fácil e de terá de ser cuidadosamente pensado. “Não haverá uma abordagem única e as especificações mudarão tendo em conta as localizações”, explica o responsável.

No documento a que o Business Insider teve acesso, Sundar Pichai afirma ainda que nem todos os funcionários poderão voltar aos escritórios ao mesmo tempo. “Esperem um regresso faseado e espaçado no tempo”, indica o CEO, que ainda deixou um agradecimento a todos os colaboradores da Google que estão a cumprir funções fora de casa.

A passagem para o teletrabalho devido à pandemia foi também uma oportunidade para a Google repensar a forma como trabalha. Segundo Sundar Pichai, a empresa vai aproveitar tudo o que aprendeu ao longo do período da pandemia para desenvolver “novas maneiras de realizar eventos, interagir com os consumidores e colaborar entre equipas”.

Covid-19: Como se estão a preparar as principais empresas portuguesas?
Covid-19: Como se estão a preparar as principais empresas portuguesas?
Ver artigo

Recorde-se que, ainda no início de março, a Google anunciou, que todos os funcionários norte-americanos deverão trabalhar a partir de casa, caso a função que desempenhem o permita. De acordo com informações avançadas por um porta-voz da Google à imprensa internacional a medida também se aplica aos funcionários europeus.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.