As fintechs, startups que trabalham para inovar e melhorar os serviços do sistema financeiro, continuam a crescer em Portugal, apesar da pandemia. Esta é uma das conclusões do Portugal Fintech Report 2020, o relatório sobre o ecossistema fintech que aponta para uma consolidação das vendas, e que elege ainda o top 30 das fintechs portuguesas.

Revelando que a maior parte das fintechs em Portugal estão na área de pagamentos e transferências, insurtech e criptomoeda, o relatório mostra ainda que 43% delas se encontram numa fase inicial, conhecida por fase seed. Por norma, este período é caracterizado pela conceção da ideia de negócio e do desenvolvimento do produto ou serviço.

Como é que o digital pode ajudar as microempresas e PMEs a reinventar os negócios durante a pandemia?
Como é que o digital pode ajudar as microempresas e PMEs a reinventar os negócios durante a pandemia?
Ver artigo

Para além de analisar o ecossistema, o documento elege as 30 fintechs portuguesas que se destacaram este ano. Em conjunto angariaram mais de 275 milhões de euros em investimento, com 30% desse valor a surgir de investidores internacionais.

O relatório destaca ainda sete fintechs emergentes e oito internacionais a operar em Portugal. É neste contexto que o fundador da Associação Portugal Fintech, João Freire de Andrade, garante que o ecossistema está a crescer e "a prova disso são não só as empresas que estão a destacar-se pelos seus resultados e no número de colaborações com players maduros, mas também pela qualidade de novas fintechs a nascerem em Portugal e pelas internacionais que já olham para o nosso país como hub fintech onde querem estar”.

Grandes empresas associam-se a fintechs para agilizarem processos de digitalização

De acordo com os dados do relatório, existe ainda uma abertura de players com mais anos de mercado para a inovação, que se associam a fintechs para, por norma, acelerarem os seus processos de digitalização. Exemplos disso mesmo são os casos de sucesso apresentados no relatório, que mostram os resultados da cooperação entre fintechs e instituições financeiras, como é o caso da Visa com a Settoo ou do Millennium BCP com a Visor.ai.

O documento contou com o apoio de vários parceiros. VISA, Morais Leitão e a Accenture foram algumas das organizações que se juntaram na elaboração deste relatório.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.