Em agosto a startup portuguesa foi notícia, quando comprou a concorrente alemã La Remia, num dos mercados europeus definidos como estratégicos. Meses depois dá mais um passo na estratégia da internacionalização, ao garantir um investimento de 1,5 milhões de euros.

Entre os acionistas a Chic by Choice tem a Portugal Ventures e a Faber Ventures, que no ano passado aplicaram meio milhão de euros na startup em troca de uma participação de capital. Nesta nova ronda de financiamento reforçam a aposta na empresa criada por Lara Vidreiro e Filipa Neto, tal como o The Edge Group, que também já era acionista do projeto. Mas juntam-se outros investidores como Paulo Mateus Pinto, CEO da LA Redoute Iberia, ou Nuno Miller, ex-CTO da Farfetch e atual responsável pelos canais digitais na Sonae, revela o Dinheiro Vivo, que adianta a notícia.

“A Chic by Choice tem pouco mais de um ano online e milhares de clientes já se tornaram fãs do nosso serviço, pelo que existem muitas oportunidades de expansão tanto ao nível da oferta de produto, como ao nível de novas geografias”, adiantou ao site Filipa Neto, acrescentando que em 2016 um dos objetivos da startups é juntar 10 novas marcas e mais 40 parceiros à plataforma.

Em agosto, numa entrevista ao TeK, Filipa Neto falava nos planos de expansão da Chic by Choice e destacava o interesse da startup nos mercados britânico e alemão, os dois maiores da região no que se refere ao comércio eletrónico. Os planos para estes dois mercados voltam a ser apontados como mote para a nova ronda de financiamento.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.