Já se sabia que os portugueses têm um interesse elevado por produtos de electrónica de consumo e nem a crise económica afecta as intenções de compra. Um estudo do Observador Cetelem mostra que as famílias portuguesas estão entre as que mais investiram em electrónica de consumo em 2009, quer em termos reais quer quando se compara o poder de compra de cada país.

Segundo esta análise, as famílias gastaram em média 274 euros em produtos na ara de TV, Hi-fi e Vídeo em 2009, um número ultrapassado apenas em França, onde as famílias gastaram 267 euros. A média dos 8 países analisados neste estudo ficou-se pelos 190 euros.

Tendo em
conta o poder de compra de cada país, Portugal ocupa também o primeiro lugar
do pódio, com 325 euros consumidos, à frente da França com 211 euros e da Alemanha com 163 euros.

[caption]gráfico cetelem [/caption]

Em termos globais a crise afectou o sector da electrónica de consumo que em 2009 recuou mais de 6% depois de vários anos de crescimento contínuo. Em Portugal o mercado perdeu 5,5% e valeu em 2009 1,07 mil milhões de euros.

Para 2009 o estudo da Cetelem aponta também para a manutenção de intenções de compra de electrónica de consumo por parte dos portugueses, que a par dos italianos e polacos são os que têm mais desejo de rechear as suas casas com estes produtos.

O estudo Observador Cetelem é uma publicação anual promovida pelo Grupo BNP Paribas Personal Finance que foi alargada a Portugal em 2000 e está presente em países como o Brasil, Eslováquia, Espanha, França, Hungria, Itália e República Checa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.