A Prológica vai intentar um processo contra a Optimus para reclamar a cobrança de uma dívida de cerca de 2 milhões de euros, disse o presidente da empresa ao Jornal de Negócios, que avança a informação esta manhã.

A alegada dívida fica a dever-se ao programa e-escolinha, no qual a Prológica participou como distribuidora de computadores Magalhães.

Segundo adiantou ao jornal económico, a empresa terá ainda a receber cerca de 9 milhões de euros em dívida por parte das operadoras que se associaram à iniciativa, nomeadamente a Optimus e a TMN.

A operadora móvel do grupo PT foi a primeira a merecer a atenção da distribuidora, que avançou com uma ação para reclamar uma dívida de 7 milhões de euros.

Agora é a vez da operadora da Sonaecm ser chamada a tribunal para cobrança de uma dívida que, de acordo com os valores avançados pela Prológica, se situa nos 2 milhões de euros.

Ao TeK, a Optimus garantiu que "cumpriu todas as obrigações contratuais na íntegra" e que isso será provado com o decorrer dos acontecimentos. O TeK contactou a Prológica e está a aguardar um comentário.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.