A Research In Motion (RIM) vendeu 12,1 milhões de smartphones durante o seu segundo trimestre fiscal. O volume representa um novo recorde para a empresa e, como seria de esperar, reflecte-se nos resultados financeiros, que acabaram por superar as expectativas dos analistas.

Apesar das recentes tentativas de restrição dos seus serviços em alguns países, a fabricante dos BlackBerry conseguiu um lucro de 796,7 milhões de dólares (611,3 milhões de euros), 67,5 por cento acima do registado em idêntico período de 2009.

No período encerrado em 28 de agosto, o lucro por acção ficou em 1,46 dólares, acima das previsões dos analistas, que esperavam 1,33 dólares. A margem de lucro da companhia foi de 44,5 por cento, quando as expectativas apontavam oara os 43,9 por cento.

As receitas cresceram 31 por cento, para os 4,62 mil milhões de dólares, face aos 3,53 mil milhões registados em período homólogo.

Novamente contrariando as previsões dos analistas, que esperavam que a RIM perdesse terreno para a Apple e para os sistemas Android, a base de assinantes da empresa canadiana continua a crescer. A RIM tem agora mais de 50 milhões de utilizadores, depois de um aumento líquido de 4,5 milhões no trimestre.

O número de vendas recorde de terminais mostra "uma forte procura pelo portfólio da RIM de smartphones e serviços BlackBerry em todo o mundo", considera o co-CEO da RIM, Jim Balsillie. A empresa espera que a procura aumente ainda mais com a chegada do novo BlackBerry Torch a novos mercados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.