A Apple deu a conhecer alguns dos mais recentes números relativos à sua App Store, assim como aos seus serviços. De acordo com os dados partilhados, os serviços da gigante de Cupertino contam já com mais de 745 milhões de assinaturas pagas utilizadas em mais de mil milhões de equipamentos.

No que toca à evolução da sua oferta, a empresa da maçã detalha, por exemplo, que o serviço Apple Pay já está disponível em quase 60 países e regiões um pouco por todo o mundo. Já o Apple Arcade inclui uma “biblioteca” com mais de 200 jogos e, no ano passado, os utilizadores da Apple Wallet usaram mais de 30 milhões de bilhetes digitais.

A empresa também indica que, desde que a sua loja digital de aplicações foi lançada em 2008, os developers que vendem bens e serviços digitais terão gerado mais de 260 mil milhões de dólares em receitas.

Em janeiro do ano passado, a Apple tinha revelado que este valor rondava os 200 mil milhões de dólares, o que significa que, em 2021, os developers terão gerado 60 mil milhões de dólares em receitas. Embora não avance números concretos, a empresa da maçã afirma ainda que os gastos feitos pelos utilizadores da App Store durante a época festiva em 2021 cresceram significativamente.

A par do crescimento registado no último ano, a App Store tem gerado polémica, em particular, entre os developers, que se sentem descontentes com as políticas da loja digital, que veem como restritivas, com a comissão de 30% cobrada sobre todas as taxas de subscrição ou pagamentos feitos através das apps em questão.

Recorde-se que em novembro, no seguimento do veredito da “épica” batalha legal entre a Apple e a Epic Gameso tribunal que apreciou o caso exigiu à empresa da maçã que deixasse de impedir os developers de incluírem opções de pagamento externas na App Store. O prazo-limite para a implementação da mudança estava marcado para o dia 9 de dezembro. No entanto, a cerca de 12 horas antes de entrar em vigor, a Apple conseguiu com que a medida fosse adiada.

Apple obrigada a mudar regras da App Store na Holanda por violar leis da concorrência
Apple obrigada a mudar regras da App Store na Holanda por violar leis da concorrência
Ver artigo

O escrutínio de reguladores um pouco por todo o mundo também marca as polémicas da App Store. Mais recentemente, na Europa, a autoridade da concorrência da Holanda (ACM, na sigla em inglês) determinou que as políticas da empresa da maçã no que toca a opções de pagamento alternativas em aplicações de encontros violam as leis da concorrência no país.

Segundo a ACM, a Apple terá de fazer mudanças às políticas da App Store, dando aos developers a possibilidade de disponibilizarem opções de pagamento alternativas em aplicações de encontros, até ao dia 15 de janeiro.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.