A primeira fase de votação da fusão entre a Hewlett Packard e a Compaq deu uma vitória, ainda que por uma margem mínima, a Carly Fiorina, directora executiva da HP, já que a maioria votou a favor daquele que será ao maior negócio de sempre do sector. Perante este primeiro resultado – que ainda não foi certificado pela entidade independente IVS Associates, responsável pelo processo de votação –, Walter Hewlett afirmou já que é ainda muito cedo para determinar se de facto a fusão se vai concretizar, ou não.



Considerada escassa, mas suficiente, a margem de voto favorável superou em 1 por cento os votos contrários, onde se incluem as famílias Hewlett e Packard.



Perante a perspectiva da fusão ser aprovada alguns funcionários começam já a revelar algumas preocupações como é o caso do processo se dar numa altura em que as empresas envolvidas enfrentam algumas dificuldades nos seus principais sectores, prevendo uma fusão mais complicada do que a administração está à espera.



Mas, as preocupações dos funcionários referem-se também à possibilidade de existirem despedimentos – a HP afirma que cerca de 15 mil postos de trabalho serão eliminados – e do impacto negativo que a fusão poderá vir a ter na "moral" da força laboral.



Todavia, as críticas não vão só no sentido dos despedimentos e, segundo o serviço noticioso Wirednews, alguns accionistas são da opinião de que a HP vai pagar dinheiro a mais pela Compaq, um argumento que segundo Carly Fiorina não fará sentido daqui a um ano.



Apesar da aprovação do Institutional Shareholder Services – uma empresa de aconselhamento de grandes investidores – e das entidades reguladoras europeias e canadianas esta votação foi classificada de "mesmo à justa", em parte devido à campanha levada a cabo pelo membro da direcção Walter Hewlett, que se opõe ao processo.



Entre os oponentes à fusão encontram-se a California Public Employees Retirement System, o New York State Teachers Retirement System, o Ohio Public Employees Retirement System, o Banc of America Capital Management, Wells Fargo e Brandes Investment Partner.



Notícias Relacionadas:

2002-03-06 - Institutional Shareholder Services aconselha accionistas a aprovar fusão entre a HP e a Compaq

2002-02-06 - Processo de fusão entre HP e Compaq pode estar concluído em Março

2002-02-01 - Comissão Europeia aprova aquisição da Compaq pela HP

2002-01-16 - HP selecciona 6.000 funcionários para manter após fusão com Compaq

2002-01-09 - Carly Fiorina defende plano de fusão entre a Hewlett-Packard e a Compaq

2001-12-20 - HP e Compaq respondem a opositores e apresentam razões para fusão

2001-12-17 - Oposição a acordo entre HP e a Compaq cresce

2001-11-16 - Processo de fusão entre Hewlett-Packard e Compaq poderá atrasar-se

2001-09-04 - Hewlett-Packard e Compaq anunciam fusão

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.