No final do terceiro trimestre deste ano 26 por cento dos lares portugueses eram já subscritores do serviço de televisão por cabo. O valor sobe nas regiões autónomas, sobretudo na Madeira, onde a taxa de subscrição atinge os 59 por cento, revelam dados apurados pela Autoridade Nacional das Comunicações (Anacom).



Tendo em conta o universo de casas cabladas, que no período atingiu os 3,46 milhões, eram 38 por cento os lares com acesso efectivo ao serviço de cabo. Entre Julho e Setembro o número de casas cabladas aumentou cerca de 6,3 por cento, o que representa 205 mil novas casas passadas.


O número de clientes dos serviços de cabo aumentou 6,4 por cento correspondendo a 79 mil novos assinantes. A região de maior crescimento foi novamente a Madeira que aumentou o número total de subscritores em 11,1 por cento, face a igual período do ano passado.



A região de Lisboa mantém-se, no entanto, líder de cobertura do serviço com uma taxa de casas cabladas superior a 100 por cento, concentrando mais de metade do total de subscritores. No norte do país estão 31 por cento dos subscritores e no centro cerca de 12 por cento.


No final do trimestre os clientes do serviço alternativo ao cabo (satélite) eram 323 mil representando um crescimento anual de 19,7 por cento.



Notícias Relacionadas:

2003-08-26 - Clientes de televisão por cabo chegam aos 1,3 milhões


2003-06-05 - Assinaturas de televisão por cabo crescem 10,4% no primeiro trimestre de 2003


2002-09-10 - Televisão por cabo ganha 47 mil novos assinantes no segundo trimestre


2002-03-24 - Televisão por cabo conta com 1,1 milhões de clientes

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.