O responsável máximo pela área da concorrência na União Europeia, Joaquín Almunia, revelou ter pedido mais compromissos à Google por considerar que as propostas da empresa para resolver as acusações de práticas anticoncorrenciais são insuficientes.

"Após a análise do teste de mercado que ficou concluído a 27 de junho, concluí que as propostas enviadas pela Google para a CE não são suficientes para resolver as nossas preocupações", referiu o comissário europeu durante uma conferência de imprensa, citado pela Reuters.

Joaquín Almunia revelou ainda que escreveu uma carta ao presidente da tecnológica norte-americana, Eric Schmidt, onde pede de forma clara a apresentação de melhores remédios para que o pacote de propostas enviados pela Google em abril fique mais completo.

A Google reagiu dizendo que vai continuar a colaborar de perto com a Comissão Europeia mas reitera que as propostas entregues dão resposta às preocupações dos reguladores.

Como o TeK já tinha noticiado em maio, já era quase certo que a Comissão Europeia ia exigir mais concessões à gigante dos motores de busca.

No final de junho centenas de publicações europeias tinham criticado as soluções da Google e tinham pedido ao comissário europeu que rejeitasse os remédios propostos. O grupo de editores pedia resultados não-discriminatórios nas pesquisas no motor de busca Google e referia que os remédios apresentados pela empresa de Mountain View não têm efeitos práticos.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.