Os mais recentes resultados da Gartner indicam que foram comercializados 408 milhões de smartphones no quarto trimestre de 2017, o que representa uma descida de  declínio de 5,6% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Anshul Gupta, director de análise da Gartner, explica que foram dois os fatores que levaram a esta queda. O primeiro é o facto das atualizações dos telemóveis terem diminuído devido à falta de qualidade dos dispositivos de baixo custo, o que leva os consumidores a comprar aparelhos mais caros e de melhor qualidade.

Como consequência dessa tendência, os utilizadores mantêm durante mais os seus equipamentos, alongando o ciclo de substituição dos smartphones. Além disso, enquanto se mantiver a procura por “aparelhos de alta qualidade, com conectividade 4G e câmaras fotográficas com melhores características”, as vendas de smartphones vão enfraquecer por haver poucos aparelhos que correspondam a todas estas expectativas, esclarece o analista.

Vendas de smartphones abrandam sem abalar liderança da Samsung
Vendas de smartphones abrandam sem abalar liderança da Samsung
Ver artigo

Apesar de manter o primeiro lugar como fornecedor de smartphones no quarto trimestre de 2017, a Samsung viu as suas vendas sofrerem um decréscimo de 3,6%, com 74 milhões de unidades vendidas, o que representa uma quota de mercado de 18,2%.

Segundo a Gartner - e contrariamente aos números da IDC para o trimestre-, a Apple vendeu menos do que a rival: cerca de 73,1 milhões de equipamentos, o que, apesar da queda de 5% nas vendas do iPhone, lhe garantiu o segundo lugar da tabela de vendas, com 17,9% de quota no mercado.

tek gartner

O último lugar do pódio ficou para a chinesa Huawei que, com vendas superiores a 43 milhões de unidades, conseguiu uma representação no mercado de 10,8%. O lançamento de novos modelos permitiu à tecnológica crescer 7,6%.

Também a Xiaomi registou um crescimento em relação ao trimestre anterior (7,9%) com mais de 28 milhões de unidades, o que representou uma quota de mercado de 6,9%.

Com o seu portfólio competitivo, que inclui os modelos Mi e Redmi, a marca tem vindo a fortalecer-se em vários países, sendo que, "o maior mercado da Xiaomi fora da China é a Índia, onde continuará a crescer. O aumento das vendas na Indonésia e outros mercados emergentes posicionará a Xiaomi como uma forte marca global" afirma o director de análise do Gartner.

Em 2017, as vendas de smartphones totalizaram mais de 1,5 mil milhões de unidades, um aumento de 2,7% face a 2016.

tek gartner

Os números de vendas gerais apresentados pela Gartner para o trimestre estão em linha com os dados antes revelados pela IDC.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.