A Vodafone Portugal apresentou os resultados do terceiro trimestre do ano, relativos a outubro e dezembro, referindo um crescimento acentuado na área de negócios de Serviços. A operadora justifica o desempenho pela estabilização do negócio móvel, assim como o crescimento sustentado no fixo, nomeadamente a TV paga.

Esse crescimento traduz-se em 247 milhões de euros em receitas dos Serviços, correspondendo a uma subida de 5,9% face ao mesmo período de 2018. O mesmo trimestre representou também um crescimento global, com um aumento de 5,5% de receitas totais, ou seja, 275 milhões de euros.

A empresa refere que a base total de clientes fixos aumentou 9,7%, face ao período homólogo do ano passado, totalizando 772 mil contas, dos quais 664 mil são clientes de Televisão, sector que registou um aumento de 11,4% face a 2018. No total, a Vodafone Portugal afirma que a sua fibra já chegou a 3,4 milhões de lares e empresas. Não tão expressivo, a empresa registou também um crescimento de 1,2%, face ao mesmo período de 2018, relativamente a clientes do negócio móvel, totalizando 4,7 milhões de utilizadores.

tek vodafone

“A manutenção desta tendência exigirá da nossa parte uma contínua evolução das nossas redes gigabit - fixa e móvel – compromisso que há muito assumimos para possibilitar um futuro de sucesso a Portugal, para que, coletivamente, se consiga tirar o máximo partido das oportunidades que o digital traz”, afirma Mário Vaz.

A empresa continua a trabalhar na sua estratégia da quinta geração móvel. Esta semana assumiu um compromisso com a NOS para a partilha da infraestrutura móvel em antecipação do 5G. O objetivo é partilharem os seus ativos a nível nacional, de forma a garantir maior eficiência e rapidez, de forma sustentável, a cobertura do território português no advento do leilão das frequências para o 5G.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.