A intenção de levar as soluções de garantia de receita para novos mercados não é nova na estratégia da WeDo Technologies, mas é aí que a empresa liderada por Rui Paiva continua a trabalhar. Em 2015 a tecnológica portuguesa que está entre os líderes mundiais de soluções de garantia de receita para o mercado de telecomunicações assumiu a aposta, avançando com propostas concretas para outros mercados verticais. Este ano, no encontro anual que reúne a comunidade de utilizadores das soluções WeDo, reafirmou a estratégia.

Rui Paiva admite que a saúde e o retalho são as áreas onde a companhia identifica maiores oportunidades, dois campos que a empresa já está a explorar, juntamente com a área das utilities e finanças, que como mostrou na apresentação feita durante o evento é atualmente o mais valioso dos mercados de Revenue Assurance.

Em 2015 valeu 1,6 mil milhões de dólares. Até 2019 deve valer mais 424 milhões. É uma área para onde a companhia portuguesa também olha mas onde não é fácil entrar, admitiu Rui Paiva em declarações ao TeK à margem do evento, explicando ainda que estas novas áreas de aposta da WeDo não são iguais em todos os mercados. A saúde é um domínio a explorar nos Estados Unidos, nas utilities as oportunidades que a companhia identifica estão na Europa e no retalho é sobretudo para a América Latina latina que está a olhar.  

 

Telecomunicações continuam a oferecer oportunidades de crescimento

O segundo maior mercado de soluções de garantia de receita, logo a seguir ao da banca e serviços financeiros, é o das telecomunicações, onde a WeDo nasceu e onde acredita continuar a ter boas oportunidades de crescimento. Um dos objetivos estratégicos da companhia nas telco é neste momento o reforço da posição nas soluções antifraude, onde será a 2ª fabricante a nível  mundial. Quer alcançar a liderança global deste mercado.

As soluções da WeDo chegam a 98 países e a mais de 170 clientes, embora a empresa só tenha presença física em 11 países. A companhia integra 551 pessoas de mais de 20 nacionalidades e no último ano contratou 97 novos colaboradores e ganhou 10 novos clientes.

Existe desde 2001, integrada na agora Sonae IM, e desde essa altura acumulou uma faturação de 607 milhões de euros, números também revelados por Rui Paiva na apresentação, acrescentando que nos últimos dois anos a empresa somou novos clientes ao ritmo mais acelerado da sua história.

O evento anual que a WeDo realiza em Portugal, e que acontece até sexta-feira, é o maior promovido pela empresa, mas desde o ano passado a companhia promove outros do género em diferentes pontos do mundo. Santiago do Chile, Cidade do México, Nova Deli e Miami são as cidades onde ainda vai reunir parceiros este ano.

Por Lisboa vão passar 400 pessoas, para ouvir 40 oradores. Neste grupo estão representados mais de 60 operadores de 45 países.  

Nota de redação: A notícia foi atualizada com declarações de Rui Paiva, CEO da WeDo Technologies.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.