O presidente da Portugal Telecom, Zeinal Bava, aproveitou uma conferência organizada pelo banco Santander para mais um esforço de sensibilização dos accionistas da empresa para a decisão que têm de tomar no próximo dia 30 de Junho. A data é a da Assembleia-geral da empresa, que convocou os accionistas para decidir sobre a proposta da Telefónica relativa à posição do operador português na Vivo.



Para Zeinal Bava a decisão que está nas mãos dos investidores tem duas respostas possíveis: cristalizar o valor da aposta da PT no Brasil, ou autorizar a empresa a continuar a criar valor naquele mercado.



O gestor defende, como se sabe, a opção de continuidade no Brasil e na Vivo e explica porquê em 31 slides que foram também enviados à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários e publicados no site. Para a PT as afirmações mais recentes da Telefónica demonstram que a empresa continua a ignorar "os argumentos do valor intrínseco" da Vivo.



Zeinal também questiona o facto da Telefónica não apresentar dados relativamente às sinergias potenciadas pelo negócio, se este for aceite pelos accionistas da PT, para além de considerar a proposta do operador espanhol "errónea" e sem espelhar o valor da posição.



É ainda destacado o facto da Telefónica ter tentado "intimidar os investidores da PT" e sublinhado que o voto contra a proposta significa que "o caso de investimento da PT continuar intacto, enquanto a Telefónica continuará a precisar de encontrar uma solução estratégica para o Brasil".



O valor da Vivo e a importância que a empresa terá no crescimento futuro da PT também são detalhados na apresentação.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.