A APRITEL (Associação dos Operadores de Comunicações Eletrónicas) revelou um estudo, realizado pela Deloitte, focado na análise de preços das comunicações eletrónicas na Europa. Foi a primeira vez que se analisaram valores para as comunicações eletrónicas, baseado nos serviços predominantes sobre os consumidores portugueses, refere Pedro Mota Soares, o presidente da Associação.

O objetivo é encontrar uma forma de comparar, “aquilo que for comparável”, visto que em Portugal, 80% dos pacotes de comunicação é de 4P do serviço, baseado em 68% dos consumidores a utilizarem fibra ótica, o que permite então fazer uma comparação efetiva dos produtos disponibilizados aos portugueses.

tek apritel

Quanto gastaria um português os serviços em Portugal, se os utilizasse na oferta dos mercados no estrangeiro, foi a pergunta que serviu como base ao estudo. A paridade do poder de compra em Portugal foi também considerado, assim como os efeitos fiscais, como o IVA.

Francisco Cal, da Deloitte, destaca o desafio do estudo, tendo em conta os serviços equivalentes de Portugal com estrangeiro, e com Portugal como foco geográfico. Foi utilizado com metodologia a observação do mercado, os países que fizeram sentido comparar, e respetivos países, recolher a informação e analisar.

A oferta predominante é de 3p (39%) e 4P o restante, sendo que o 5P ainda é residual, incluindo os canais, o router, internet de 100 Mbps e voz fixa e chamadas móveis (SMS e 1 GB de internet móvel). Prazo de fidelização de 24 meses.

tek APRITEL

Os países selecionados foram a Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha, Estónia, França, Hungria, Irlanda, Países Baixos e Reino Unido, como os 10 mais próximos de Portugal, seja a nível de PIB, a cobertura de banda larga e nível de penetração semelhantes, que representassem 80% de cobertura.

Sobre a paridade de valor de compra, no pacote 3P, Portugal apresenta o valor médio em segundo lugar, com 34% inferior à média europeia, atrás da França (com média de preços de 38,60 euros face a 58,05 euros do valor considerado paridade com o poder de compra). E no pacote 4P, mantém o segundo lugar com 20% mais baixo que a média europeia, abaixo da França (com média de 59,94 euros face a 75 euros da média europeia). A Áustria e Alemanha ficam no terceiro lugar consoante os pacotes. Portugal tem mesmo os preços mais baixos que a França, mas os franceses têm maior poder de compra que os portugueses, refere Pedro Mota Soares.

tek APRITEL

A França tem um valor médio de 31,52 euros, nos pacotes 3P, seguindo-se a Alemanha em terceiro com um valor de 48,04 euros de média. A Bélgica regista os valores mais elevados do estudo, com 73,65 euros. Relativamente aos pacotes 4P, a França mantém a liderança com um valor médio de 47,38 euros, com a Áustria em terceiro com valores de 64,92 euros de média. Neste caso, a Húngria regista os valores mais elevados, com 100,34 euros de média.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.